CARNAVAL DE GALINHOS (RN) COMEÇA COM MUITO ANIMAÇÃO

11/02/18

Carnaval da cidade de Galinhos teve abertura ontem, com muito frevo, axé, música eletrônica....E a festa continua.....Confira a programação.

CARNAVAL DE NATAL ESTREIA CIRCUITO DE TRIOS ELÉTRICOS NESTE DOMINGO

11/02/18

Todo mundo já ouviu que "atrás do trio elétrico só não vai quem já morreu”. E seguindo este clima, o carnaval de Natal terá uma das suas novidades da programação 2018. O Circuito de Trios acontece pela primeira vez neste domingo (11) e na segunda-feira (12), com concentração na Praia do Forte a partir de 12h em direção à Praia dos Artistas.

Para animar este novo povo carnavalesco, duas atrações vão arrastar banhistas e foliões. No domingo, o trio será puxado pela banda Cavaleiros do Forró, com seus 17 anos de estrada e muita energia no comando do Peruano.

Na segunda-feira a atração escalada é a banda Dubê, que fará o percurso a bordo do pranchão, um modelo de trio onde a banda fica mais próximo do público. A concentração será na Praia do Forte e o trio sai empurrando os foliões pela beira-mar.

Fonte: G1.com

EM MENSAGEM À ASSEMBLEIA, ROBINSON LISTA AÇÕES DO GOVERNO E APELA

07/02/18

REDAÇÃO DO AGORA RN

Num pronunciamento marcado por momentos de forte emoção, mas de nenhum arrependimento ou demonstração de mágoa com a difícil tramitação no Legislativo do pacote fiscal em janeiro, o governador Robinson Faria fez nesta terça-feira, 6, um balanço de sua gestão iniciada em 2015 durante a mensagem anual à Assembleia Legislativa.

Num discurso lido com algumas pausas inesperadas e repetições de frases como que querendo marcar ideias, Robinson recitou o que parece ser seu mantra nos últimos meses: a de que a crise no RN não saiu do seu governo, não pertence a ele.

“Não fui eu, governador, quem quebrou o Brasil ou a Petrobras. E não foi nosso governo que quebrou o estado”, lembrou.

No começo, foi logo avisando: “Trago hoje aqui vários sentimentos, muitas informações e algumas mensagens”. Não foram algumas, mas várias. A primeira voltou um pouco no tempo, quando decidiu, contra todos os prognósticos, enfrentar o então deputado federal Henrique Eduardo Alves nas urnas, em 2014.

“Quando decidi me candidatar a governador do Estado, não faltou quem me alertasse que aquele não seria um bom momento”, confidenciou para o público de autoridades.

Para, em seguida, arrematar: “Quando a gente vê um problema no horizonte, um problema que afeta a vida de milhares de pessoas, os fracos tendem a desviar o caminho ou a fugir para longe”.

Só então, o governador lançou o primeiro apelo aos deputados: “(…)Temos projetos importantes a serem votados, que estão nesta Casa e que precisam de um olhar cidadão, um olhar democrático e, acima de tudo, um olhar humano (…)”

Ao recordar aos presentes que projetos hoje demonizados por muitos, pela dureza do conteúdo, estão na Casa desde 2015, Robinson relembrou uma frase dita recorrentemente nos últimos dois meses: “Antigamente, governar era escolher onde gastar e investir. Mas desde quando assumi, governar passou a ser escolher o que se pode pagar”.

Foi então que ele foi direto a um dos pontos que considera os mais fortes de sua administração: o de ressuscitador de obras abandonadas por governos anteriores.

“Temos exemplos, vários, de obras paradas com mais de 15, 20 anos, que foram retomadas em nossa gestão, como a Central da Agricultura, o prolongamento da Prudente de Morais e principalmente a retomada da Moema Tinoco, para citar três exemplos”, afirmou.

Para Robinson, o desequilíbrio financeiro do RN não vem de hoje. Ele é consequência de um problema estrutural que vem crescendo ao longo de décadas, agravado drasticamente pela crise nacional, que derrubou as receitas e nos deixou sem caixa para os salários.

E tocou na ferida que desagrada a muitos dentro do funcionalismo.
“A história do RN – afirmou – é marcada pelo ingresso de servidores vindos de fundações e pela aprovação de planos de cargos que não se sustentam. Quando comparamos nossa folha com estados que têm orçamento semelhante, entendemos o tamanho do problema. E essa conta chegou”.

O governador também enumerou dezenas de obras e iniciativas de sua gestão, que vão da segurança pública, ao superar duas rebeliões e reconstruir um presídio dos escombros, ao turismo, por estradas e outras estruturantes. Ao todo, Robinson listou mais de 50 iniciativas. “No longo prazo, queremos salvar o RN para as futuras gerações. Não é fácil, mas não é impossível”, concluiu.

Governador foi à Assembleia nesta terça-feira, 6, para fazer leitura da mensagem anual

HOMEM QUE ESPANCOU EX-NOIVA NA FRENTE DE FILHA DE 4 ANOS É PRESO

07/02/18

O homem que, nesta semana, apareceu em um vídeo espancando a ex-noiva no meio da rua foi preso nesta terça-feira (6). O crime aconteceu em plena luz do dia no bairro Nazaré, Zona Oeste de Natal, no dia 25 de janeiro. Ele foi flagrado por câmeras de vigilância e a filmagem passou a circular nas redes sociais nos últimos dias. Uma das filhas da vítima, que tem quatro anos de idade, presenciou tudo.

De acordo com a Polícia Civil, José Augusto Ferreira foi preso sob mandado de prisão preventiva. O motivo que levou ao pedido de prisão não foi apenas a agressão do dia 25 passado. De acordo com a promotora e coordenadora do Núcleo de Apoio à Mulher Vítima de Violência, Érica Canuto, o suspeito seguia ameaçando a ex-companheira. Ele teria dito que iria comprar uma arma para matá-la.

Após o crime, a mulher ficou com marcas da agressão no rosto e nas costas. Ela passou cerca de dez dias trancada em casa, com medo do agressor. Nesta segunda-feira (5), foi levada pelas autoridades a uma casa abrigo, com suas filhas de 4 e 8 anos.

A criança que presenciou a agressão está tendo pesadelos com a cena, segundo a mãe.

José Augusto Ferreira continuou ameaçando a ex-noiva após as agressões (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

CONTRA AUMENTO NA TARIFA DE ÔNIBUS, DONO DA CONCEIÇÃO DÁ SUGESTAO

04/02/18

Redação do Agora RN

A empresa de transporte público de Natal Nossa Senhora da Conceição, que obtém concessões de linhas na zona Oeste da capital, é contra o reajuste de 12% na tarifa do transporte natalense, vislumbrado pelo Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários de Natal (Seturn). De acordo com Marcelo Passos, economista, fundador do Seturn e proprietário da Conceição, aumentar o valor cobrado pelas viagens aceleraria o processo de desconstrução do sistema na principal cidade do Rio Grande do Norte.

Para ele, outras medidas poderiam ser tomadas pelo Sindicato junto aos órgãos públicos responsáveis antes de se considerar o aumento da tarifa. Uma delas seria a extinção da tarifa social, que obriga as empresas a cobrarem apenas 50% do valor durante os feriados. Além disso, o benefício de meia-entrada dado aos estudantes também poderiam sofrer alterações e passar a valer por meio de um sistema de meritocracia (aqueles que tiverem melhores índices escolares e piores rendas familiares seriam privilegiados em detrimento dos contrários).

“Aumentar a tarifa seria o mesmo que turbinar a desconstrução do sistema de transporte de Natal. Acredito que, se mantivermos nos padrões atuais, ele será mais atrativo para os usuários. Há outras situações que poderiam ser vistas para viabilizar a continuidade do serviço, como uma negociação com os Executivos para tentar reduzir taxas cobradas por ICMS e ISS; e o próprio Seturn reduzir o percentual que cobra das empresas pelo sistema de bilhetagem, que é, hoje, de 10% sobre o arrecadado com as passagens”, explicou Passos ao Agora RN.

Na visão do empresário, outra situação que traria benefícios às empresas no tocante a redução de custos seria o corte de 5% da frota que é colocada para circulação noturna. Isso, segundo Marcelo, faria com que 35 carros das mais variadas linhas deixassem de circular no período, o que resultaria numa economia mensal da ordem de R$ 1 milhão. “Não existe necessidade de rodar a quantidade que hoje roda durante a noite em Natal. Após às 21h não tem mais tanta movimentação, ou seja, a redução não traria impactos negativos para a cidade”, concluiu.

Marcelo Passos, proprietário da empresa Nossa Senhora da Conceição. (Foto: Rodrigo Ferreira / Agora Imagens)

NO RN, 262 LOTES DE VEÍCULOS APREENDIDOS PELO DETRAN VÃO A LEILÃO

04/02/18

O Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte (Detran-RN) vai mandar a leilão 262 lotes de veículos que foram apreendidos em ações de fiscalização feitas pelo órgão. O leilão acontece na quinta-feira (8), a partir das 9h, no auditório da Escola de Governo, que fica no Centro Administrativo do Estado, no bairro de Lagoa Nova, Zona Sul de Natal.

No período de segunda (5) à quarta-feira (7), o Detran disse que vai liberar o acesso aos pátios onde se encontram os veículos que vão a leilão. Os lotes contêm veículos em condições de circulação e outros destinados exclusivamente à sucata.

Em Natal, os interessados podem ver os veículos que estão no pátio do antigo galpão da Viação Guanabara, que fica na Rua Bom Pastor, 1222, no bairro das Quintas. A visitação é liberada de 8h às 14h.

Já nos pátios de veículos aprendidos pelo Detran nas cidades de Mossoró e Pau dos Ferros, as visitas podem ser feitas de 8h às 12h.

O total de 262 lotes está dividido nos pátios de Natal (211), Mossoró (38) e Pau dos Ferros (13). Há lotes com lance inicial de R$ 100.

Como participar

Os interessados em participar do leilão podem se cadastrar bastando comparecer ao local do evento levando a documentação exigida.

Para pessoa física:

RG

CPF

Comprovante de residência

Para pessoa jurídica:

Contrato social

CNPJ da empresa

A participação também pode ser feita de forma online, bastando que o interessado tenha seu cadastro validado com antecedência mínima de 48h antes de iniciar o leilão, devendo ainda obedecer às exigências cadastrais especificadas no endereço eletrônico. Clique AQUI para ver.

O candidato que for responsável pelo arremate de qualquer bem deve assinar um comprovante de arrematação contendo número, valor e descrição do lote, como também efetuar o pagamento de sinal correspondente a 20% do valor do lote adquirido e após a data do pregão, em até três dias úteis, concluir a compra quitando os 80% que restarão.

O custo de cada lote arrematado deve ser acrescido de 5%, referente à comissão do leiloeiro, além de 0,90% de ICMS, se o veículo for de circulação, ou 18% se o lote for destinado à sucata.

Deverá o arrematante custear ainda licenciamento, IPVA, Seguro DPVAT, tudo que envolva a transferência de propriedade, mudança de município, referente ao exercício de 2018. Já a sucata, o arrematante tem somente a obrigação de pagar a baixa da sucata e baixa de gravame (caso haja), não pagando nenhuma outra taxa ao Detran. Nesse último caso, a arrematação dos veículos classificados como "Sucata" fica restrita as empresas de desmontagem registradas perante o órgão executivo de trânsito do Estado ou do Distrito Federal em que atuar, conforme o Artigo 3º da Lei Nº 12.977, de 20 de maio de 2014.

Diretor-geral do Detran, Eduardo Machado explicou que os leilões contribuem para evitar a lotação dos pátios de veículos apreendidos pelo Detran em todo Estado. “Com essa iniciativa o Governo do Estado mantém controlado o fluxo de entrada e saída de veículos nos pátios do Órgão, evitando a superlotação e problemas de saúde pública com o acúmulo de água de chuva em automóveis sucateados”, comentou.

O valor arrecadado com os arremates deve ser utilizado para custeio com a realização do leilão, despesas de remoção e pátio, para pagar impostos atrasados e multas, e se houver saldo remanescente será repassado ao proprietário. O Edital com todas as informações do leilão, inclusive com a relação completa dos carros e motocicletas com imagem e as especificações de marca, placa, ano de fabricação e valor inicial do bem podem ser conferidas AQUI.

(Foto: Detran-RN)

Aplicativos


 Locutor Ao vivo


Dada Batista

Mixta, 24 horas com VC

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

01.

GUSTAVO LIMA

Eu vou te buscar

02.

SIMONE E SIMARIA

REGIME FECHADO

03.

MARÍLIA MENDONÇA

DE QUEM É A CULPA

04.

THAYNÁ BITENCOURT

ISSO É CHIFRE E NÃO É ASA

05.

BENJAMIM NETO

Atentado ao Pudor

Anunciantes